13 . abril . 2012

Olá, Presidenta!

por Haznos

Olá, Presidenta

Sempre fui contra e diversas vezes corrigi amigos e desconhecidos no Twitter que citavam “presidenta”, dizendo que aquilo estava errado e o correto era “presidente”, mesmo que se tratasse de uma mulher no comando do nosso país. Normalmente usava os exemplos “dentisto” e “desenhisto”, para homens que seguissem essas profissões.

Mas agora é lei, nossa linda presidenta Dilma Rousseff acabou de decretar e sancionar a seguinte (e absurda pra caralh%) lei:

Art. 1o As instituições de ensino públicas e privadas expedirão diplomas e certificados com a flexão de gênero correspondente ao sexo da pessoa diplomada, ao designar a profissão e o grau obtido.

Art. 2o As pessoas já diplomadas poderão requerer das instituições referidas no art. 1o a reemissão gratuita dos diplomas, com a devida correção, segundo regulamento do respectivo sistema de ensino.

Art. 3o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Olá, Presidenta

Tudo isso pode ser conferido aqui.

Não há muito o que dizer. A notícia, o decreto e a lei, por si sós, já são uma piada.
O que é bom, pois não preciso achar algum trocadilho pra fechar este post.

2leep.com
Share

12 comentários para “ Olá, Presidenta! ”

Douglas Vasconcelos

A Lei é unicamente para o âmbito EDUCACIONAL, relativo à profissões e graus, não tem nada a ver com a Dilma ser chamada de Presidente ou Presidenta, até pq Presidente da República Federativa do Brasil é um CARGO, Chefe de Estado, não tem nada de profissão nisso. Aliás, as duas referências estão corretas (Vide dicionário), a diferença é que ao chamá-la de Presidente estará se referindo ao CARGO e Presidenta é referente a pessoa (no caso feminino). Isso tudo por conta de uma má interpretação do Tas boca de burro, ae o povo tudo segue como se aquilo fosse um axioma. Pqp. O poder da mídia em distorcer as coisas.

    rafael pregador

    Como professor de língua portuguesa, posso dizer que a resposta do Douglas Vasconcelos está perfeita, sem precisar de acréscimo; portanto é preciso parar com esse negócio chato de ficar corrigindo os outros “presidenta tá errado!” e estudar um pouco mais.

Parece uma ação legitima para promover a igualdade de gênero. Não sei qual o caso com tudo isso.
Aliás, ninguém nunca me convenceu que falar “presidenta” é errado; pode ser que seja um símbolo fora da convenção e das regras da Língua Portuguesa (brasileira), mas todo mundo entende o significado de “presidenta”; ou seja, é um signo fora da “Língua”, mas que permite a comunicação e o entendimento entre pessoas. Pode estar “errado”, mas serve ao propósito da linguagem: possibilitar a comunicação.

Juliano Beretta

Mesmo que tivesse um curso de “presidente” que emitisse um diploma, a instituição não seria obrigada a usar o termo presidentA, pois o termo presidente serve para os dois gêneros.
Ou seja, dizer que agora somos obrigados a chamar a Dilma de presidenta em virtude desta nova lei seria uma falha de interpretação.

bia

Certamente há,por trás disso,alguma política de igualdade de generos,lembrando que o genero feminino já ocupa mais de 50% das vagas superiores. Por que se denomina um conjunto de seres humanos como “o homem”? Por que nas regras de concordância da lingua,costuma se generalizar pro masculino?
Aguardo políticas mais incisivas,mas parece uma boa medida pra iniciar uma reflexão.

    Lastariot

    cientista
    dentista
    segurança

    Sinceramente, a maioria dos termos serão transcritos para os homens, na verdade.

    Muitos já tem flexão, e os que não tem são no feminino.

    Agora terei que chamar meu irmão de cientisto e meu dentista de dentisto?

    Povo nem falar o básico sabe, vai querer mudar isso agora? kkkk

asdf

“Presidenta” também tá certo. Pega o Houaiss; procure “presidente”. No campo da classe gramatical, diz lá que é “substantivo de dois gêneros”; mas leia mais um pouco, veja o campo da gramática e/ou uso. Diz lá: “o fem. presidenta tb. é usado”.

Rafael

Como fica a profissao designer

Bruno

Post fraco.
Mostra, mais uma vez, que seu conhecimento realmente é bem pequeno.
Conforme outros já falaram, presidenta NUNCA esteve incorreto.

Bruno

E complementando, em nenhum momento a lei afirma que deverão ser criados novas palavras para designar os gêneros.
Alguns cursos colocam somente:
Concedo à Maria Fulana o título de MÉDICO VETERINÁRIO…
o que a lei busca agora é tirar essa padronização dos cursos (tomando como base o genero masculino) e direcionar de acordo com o genero do concludente.

gustavo

ô Nhock,

e para:

vereador, vereadora
prefeito, prefeita
deputado, deputada
senador, senadora
secretário, secretaria
diretor, diretora
supervisor, supervisora…

e por aí vai…
então, pq não, presidente, presidenta ??

abraços, G

Deixe um comentário!
Todo "first" será deletado!



Para ter sua foto nos comentários:

1. Vá até o site gravatar.com e clique em SIGN UP.
2. Coloque o e-mail que você utiliza nos comentários aqui.
3. Complete o cadastro e use o mesmo e-mail na hora de comentar.





*